• EN
  • Ajuda Contextual
  • Imprimir
  • Facebook
  • Instagram
  • Youtube
  • LinkedIn
Você está em: Início > Cursos > Unidades Curriculares > GS1202

Psicologia de Envelhecimento II


Código: GS1202    Sigla: PE2

Ocorrência: 2019/20 - 2S

Área de Ensino: Psicologia

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos Horas Contacto Horas Totais
LGS 10 Despacho 6311/08 de 05 de Março 4 ECTS

Horas Efetivamente Lecionadas

TURMA1

Teóricas: 10,00
Orientação Tutorial: 5,00

Docência - Horas

Teóricas: 2,00
Orientação Tutorial: 1,00

Tipo Docente Turmas Horas
Teóricas Totais 1 2,00
Nuno Filipe Moreira dos Santos Carneiro   2,00
Orientação Tutorial Totais 1 1,00
Nuno Filipe Moreira dos Santos Carneiro   1,00

Língua de Ensino

Português

Objectivos, Competências e Resultados de aprendizagem

Adquirir e integrar os conceitos necessários a uma compreensão global do processo de envelhecimento humano desde uma perspectiva psicológica e interseccional.

Conhecer as representações sociais em torno do processo de envelhecimento, evidenciando as implicações psicossociais do idadismo.
Identificar e descrever os estádios de desenvolvimento da família e respectivas dinâmicas relacionais, com enfoque no papel e lugar da pessoa idosa e nos cuidados informais.
Compreender as relações sociais, afetivas e de intimidade das pessoas mais velhas desde um enfoque desenvolvimental.
Identificar e descrever conceitos elementares relativos ao abuso, negligência e maus tratos ao idoso.

Programa



Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objetivos da UC

Trata-se de desenvolver, a partir dos cinco pontos principais que estruturam o Programa da UC (bem como através dos subtemas que cada um dos mesmos pontos integram), de potenciar o aprofundamento dos conhecimentos que conduzem à concretização dos objectivos programáticos. 


Particularmente, os Conteúdos Programáticos em causa promovem e sustentam conceptual e teoricamente:

- o entendimento e a consciência crítica dxs discentes sobre as implicações nefastas do idadismo e das representações sociais sobre o processo de envelhecimento, atendendo a diferentes esferas de influência (subjectiva, relacional, comunitária, institucional, sócio política...) destes preconceitos e destas representações;
- o conhecimento da importância das perspectivas do ciclo vital e sistémica/ integrativa para a análise sustentada e científica das dinâmicas relacionais e dos processos de estagnação versus mudança da pessoa idosa no contexto familiar, em relação com o conhecimento actualizado sobre a prestação de cuidados informais;
- o questionamento das relações inter e intrageracionais e a valorização destas relações no âmbito das relações e das dinâmicas subjacentes ao envelhecimento;
- a análise de diferentes tipos de modos relacionais entre a pessoa idosa e as esferas de vida para o enquadramento compreensivo e crítico sobre as re/significações afectivas e sobre os modos de redução/ combate à solidão;
- a actualização de dados inter/nacionais e a análise das formas de violência, e em particular do abuso e da negligência, que simbólica e concretamente ameaçam o bem estar social, o respeito a integridade e a inclusão digna da pessoa idosa nos espaços de relação familiar, social, comunitário...  


Bibliografia Principal

Faria, M.P.R;Os Crimes Praticados contra os Idosos, Porto: Universidade Católica Editora, 2015
Gil, A.P (ed. resp.); Envelhecimento e Violência, Lisboa: Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge, 2014
Lima et al; "Idadismo na Europa. Uma abordagem psicossociológica com o foco no caso Português. Relatório I", Lisboa: EURAGE, 2010
Guedes, J. ;Viver num Lar de Idosos. Identidade em Risco ou Identidade Riscada?, Lisboa: Coisas de Ler, 2012
Connidis, I.A.;Family Ties & Aging, 2nd edition, USA: Pine Forge Press, 2010
Paúl, C; "Lá para o fim da vida: idosos, familia e meio ambiente", Coimbra: Almedina, 1997
WHO;European Report on Preventing Elder Maltreatment, WHO, 2011
Muñoz Tortosa, J.; "Personas Mayores y Malos Tratos", Madrid: Pirámide, 2004
Paúl, C. & Ribeiro, O.; "Manual de Gerontologia: aspetos biocomportamentais, psicológicos e sociais", Lisboa: Lidel, 2012
Marques, S.; "Discriminação da Terceira Idade", Lisboa: FFMS, 2011
Sousa, L., Figueiredo, D. & Cerqueira, M.; "Envelhecer em Familia: os cuidados familiares na velhice", Porto: Ambar, 2004
Cabral, M.V.;Processos de Envelhecimento em Portugal, Lisboa: FFMS, 2013

Métodos de Ensino

Exposição participada de conteúdos pelo docente com discussão grupal; exploração pedagógica de material audiovisual.


Modo de Avaliação

Avaliação distribuída com exame final

Componentes de Avaliação e Ocupação registadas

Descrição Tipo Tempo (horas) Data de Conclusão
Participação presencial (estimativa)  Aulas  45
  Total: 45

Avaliação Contínua

Avaliação distribuída com dois componentes de avaliação: (i) realização de dois testes de avaliação distribuída em dois períodos (meio e final do semestre) com o valor total (média ponderada das notas dos dois testes) de 90%, (ii) participação ativa e assiduidade com o valor total de 10% 



Observação:
dadas as necessidades de adaptação quer dos Conteúdos Programáticos, quer da Avaliação em virtude da Pandemia COVID-19, faz-se notar que os testes de Avaliação Distribuída serão mantidos, mas com uma nova forma de estruturação adequável ao ensino à distância e aos momentos específicos em que os mesmos testes forem realizados.
Estes testes passarão a consistir na apresentação de um Caso elaborado pelo docente e sobre o qual avalia através de perguntas de semi-desenvolvimento. os critérios subjacentes à avaliação das respostas a estas questões são fornecidos pelo docente e guiam a classificação dada às/aos aulnas/os, promovendo maximamente a equidade dos processos e dos conteúdos da avaliação. Refira-.se também que em virtude destas necessidades adaptativas os testes serão de consulta, de forma a que as/os discentes realizem a avaliação com maior facilidade do que aconteceria com recurso a testes de escolha múltipla.    

Avaliação Final

Cada prova escrita individual tem o peso de 90% na classificação final da disciplina; a participação ativa e a assiduidade têm o peso de 10%. 

Provas e Trabalhos Especiais

Não aplicável.

Avaliação Especial (TE, DA, ...)

De acordo com o RAC do ISSSP.

Melhoria de Classificação Final/Distribuída

Melhoria realizada através de exame final (100%).